Sexta, 03 Jul 2020
Acusado de matar travesti em Fortaleza é condenado a 12 anos
 

          O crime ocorreu no dia 28 de agosto de 2007, no bairro Conjunto Ceará
          Tiago da Silva Ricarte, acusado de matar a travesti Rafael Freitas Guedes, conhecido como Sthephanny Pazziny, foi julgado e condenado nesta segunda-feira, no 2º Tribunal do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, a 12 anos de prisão,  inicialmente em regime fechado, por homicídio duplamente qualificado e por motivo torpe.
          O réu já havia sido julgado, no dia 3 de junho do ano passado, quando foi condenado a seis anos de prisão em regime semiaberto. O Ministério Público recorreu da decisão e o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) determinou novo julgamento.
          O crime ocorreu no dia 28 de agosto de 2007, no bairro Conjunto Ceará, em um salão de beleza localizado na avenida Central. Segundo a acusação, a vítima mantinha um relacionamento amoroso com o réu. O desentendimento entre os dois teria iniciado quando o travesti revelou o “caso” à namorada de Tiago, através de uma mensagem no site de relacionamentos Orkut.

Font: Redação O POVO Onlineo

 

comentários 

 
#1 miltoncardoso_lindo@hotmail.comMilton Tavares Cadoso 19-08-2012 01:37
No Nordeste, vários travestis tem sido mortos simplesmente pelo fato de ser travesti e, no caso aí se o travesti exigiu algum dinheiro já q o mesmo não tem nenhum trabalho e q, nada mais foi isso mesmo, o travesti tem razão e penitenciária não vai dizer nada, o mesmo vai ter alimentação de graça q o povão umas putanheiras diz q, quem está dando esse 'rango' é o governo, vai ter quarto intimo no caso chegando umqa mulher, vai ter indulto natalino e q a vitima na "cidade de pé junto" deveria ter tbm e passou o natal voltar p,ra sepultura, pois meia ficou p,ra sapato e não um ter indulto e outro não. Esse detento ainda tem um custo como se fosse uma hospedaria e o povão tão por fora q afirma quem banca esse custo é o governo. Penitenciarias q são costruidas p,ra desafogar outras orçada em seus 7 milhões de reais o povão acha quem está bancando é o governo. Quem faz um crime e sem razão nisso aí se a detenção é p,ra 200 presos deixa ter 800.
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar