Terça, 26 Mar 2019
SAGAS

O Projeto SAGAS faz parte de uma parceria entre a Fundação Schorer – instituição Holandesa voltada para o público LGBTT - com quatro ONGs no Brasil: o GRAB no Ceará, a ABIA e Grupo Arco-Íris no Rio de Janeiro e o Grupo Somos no Rio Grande do Sul.

O GRAB desenvolve atividades que têm como objetivo estimular a prática do sexo seguro e contribuir para a autonomia dos jovens homossexuais e outros Homens que fazem Sexo com Homens – HSH na Cidade de Fortaleza - Ceará. Em 2007 foi realizado um Plano de Investigação de Necessidades visando conhecer melhor o perfil e o comportamento de jovens Gays e outros HSH com idades entre 15 e 29 anos, nas periferias de Fortaleza. A partir da análise dos resultados obtidos com esta investigação estamos implementando um Projeto de Interação com o mesmo público participante da pesquisa. As atividades de Interação do Projeto SAGAS/GRAB tiveram início em agosto de 2008 e conta com ações diversas:

Sobre nós: diálogos e sexualidades

Atividades diretamente com os jovens:

  • Encontros para discussão e trocas de experiências sobre práticas preventivas e sexo seguro.
  • Oficinas semanais de discussão e atividades lúdico-artísticas sobre assuntos diversos de interesse dos jovens participantes do projeto.
  • Atividades de prevenção e informação junto aos jovens gays e HSH em alguns bairros de Fortaleza e em locais de socialização LGBTT executadas pelos próprios jovens envolvidos no projeto.
  • Construção com os participantes do projeto um espaço jovem no GRAB – reservado às discussões, elaborações e interações do público jovem LGBTT.
  • Campanhas de prevenção elaboradas e implementadas pelos jovens envolvidos no projeto, em datas relativas ao enfrentamento da Aids como o 1º de dezembro, dia da consciência homossexual, parada da diversidade e também em datas diversas em que haja momentos de encontros e interação entre grupos de jovens homossexuais.
  • Disponibilização de um espaço no site do GRAB exclusivo para troca de idéias entre jovens e tira-dúvidas sobre prevenção, saúde, direitos, assistência social e jurídica, entre outros...

Atividades de pesquisa:

  • Estudos etnográficos dos bairros onde estão sendo desenvolvidas as atividades com os jovens participantes do projeto
  • Publicação da Investigação de Necessidades realizada com os jovens em Fortaleza – 2007: Juventudes homossexuais e sexualidades: comportamentos e práticas.
  • Publicação das experiências vivenciadas durante as oficinas e sobre as realidades dos locais de desenvolvimento das atividades

Desenvolvimento Institucional

Ações diversas de desenvolvimento institucional visando melhorar a comunicação e a interação do GRAB com o público de jovens homossexuais e promover uma melhoria na qualidade dos trabalhos de desenvolvidos pela organização de um modo geral.

Parcerias

  • Parcerias com centros de capacitação profissional e artística municipal, estadual e federal com o objetivo de encaminhar os jovens participantes do projeto para cursos profissionalizantes ou de formação artística.
  • Encontros de formação e capacitação com os profissionais das áreas de saúde que trabalham com atendimento ao público buscando sensibilizar para um atendimento humanizado e livre de preconceitos junto ao público LGBTT.
  • Encontros, conversas, seminários e palestras em parceria com algumas escolas e universidades para discutir sexualidade e prevenção.