Segunda, 08 Ago 2022
Literatura

Saúde é um Direito Humano! Apresenta uma síntese do conteúdo debatido no seminário “Saúde é um direito humano: contexto contemporâneo da resposta social em HIV/Aids”, realizado pelo GRAB em 2007, em Fortaleza. Participaram do seminário cerca de 100 ativistas que atuam em defesa do acesso à saúde pública e das questões relacionadas ao enfrentamento do HIV/Aids. A síntese desse conteúdo se dá através de dois artigos (Acesso a Medicamentos e a Estratégia de Genéricos: oportunidades e desafios e A construção da Política de Saúde da mulher – uma perspectiva feminista) intercalados com debates a respeito do acesso a medicamentos e políticas de saúde.

 

SUS e Prevenção das DST/HIV/Aids para Gays e outros HSH é uma cartilha voltada a gestores/as, profissionais de saúde, ativistas de saúde, ativistas do movimento LGBTT e da luta contra a Aids, usuários do Sistema Único de Saúde e a todos/as aqueles/as interessados/as na temática da prevenção. A publicação tem o objetivo de resgatar uma breve história do SUS, seus princípios, estratégias e o Pacto pela Saúde, além de divulgar informações de serviços de saúde integrados ao projeto SOMOS, realizado pelo GRAB desde 2001. Essas duas obras (SUS e Prevenção... e Saúde é um Direito Humano!) tiveram o apoio do Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde.

 

Juventudes homossexuais e sexualidades: comportamentos e práticas condensa alguns resultados quantitativos e qualitativos da pesquisa realizada em 2007, pelo GRAB, inserida no Projeto Sagas, com o apoio da Fundação Schorer. A investigação objetivou identificar fatores subjetivos (opiniões, normas, valores, crenças pessoais e do grupo), comportamentais e do meio ambiente que contribuem para o não uso do preservativo nas relações sexuais por parte de jovens gays e outros HSH na faixa etária de 15 a 29 anos, em Fortaleza. Traz, também, artigos de autores/as que fizeram parte da coordenação da pesquisa e de autores/as convidados/as para também abordar outras determinações que estão relacionadas ao campo da sexualidade e práticas sexuais do público investigado.

Download

Desatando Nós. Esta obra traz como temática central a abordagem pedagógica sobre sexualidade nas práticas educativas, especialmente as que envolvem a diversidade de orientações sexuais, empreendidas nos espaços de educação formal e nos movimentos sociais LGBTT e de mulheres. Desse modo, constitui-se, enquanto uma reflexão tanto sobre os obstáculos, os “nós” que historicamente têm separado as práticas educativas escolarizadas das questões emergentes sobre as homossexualidades, quanto acerca das práticas empreendidas nos movimentos sociais. Instigados pela experiência do Grupo de Resistência Asa Branca – GRAB, no diálogo entre educadores/as da escola e do movimento LGBTT, nesta obra, procuramos desvendar os percursos empreendidos na tentativa de desatar os nós dos contraditórios e conflituosos emaranhados de sentidos e significados implicados nas práticas educativas sobre o sexual, no intuito de construir fundamentos para a práxis educativa sobre gênero e diversidade sexual.