Quarta, 01 Abr 2020
Histórico
As Paradas pela Diversidade Sexual do Ceará são alusivas ao Dia Mundial da Consciência Homossexual (28 de Junho), que faz parte do calendário oficial do município de Fortaleza. O evento é uma realização do movimento homossexual, que, em parceria com os poderes públicos, afirma que a cidadania homossexual e o princípio da livre orientação sexual devem estar no cotidiano de nossas vidas.

A I Parada (1999) em Fortaleza contou com cerca de 500 pessoas na Avenida Beira Mar, que tremularam as cores e as bandeiras do arco-íris.

Na II Parada (2001), 2.500 pessoas disseram que “Sem Diversidade Sexual não há Democracia”.

Na III Parada (em 2002), 10.000 pessoas compareceram ao evento, “Saciando a Sede de Liberdade”.

Já na IV Parada (em 2003), com o tema “Solidariedade, Paz e Amor de todas as Formas”, o evento levou cerca de 30.000 pessoas à avenida.

A V Parada, com o tema “Igual a você não existe ninguém – Diversidade é Cidadania”, concentrou na Av. Beira Mar cerca de 60.000 pessoas. Foi uma celebração de amor à liberdade , à convivência civilizada entre as pessoas e à vida.

A VI Parada pela Diversidade Sexual do Ceará, em 2005, com o tema “Direitos Iguais: nem mais, nem menos”, contou com a participação de aproximadamente 200.000 pessoas (estimativa da Guarda Municipal de Fortaleza) e teve uma extensa programação, envolvendo atividades educativas de prevenção às DST/Aids (seminários, distribuição orientada de preservativos, oficinas e palestras) e atividades culturais (apresentação de artistas locais, feira cultural e exposição GLTB).

A VII Parada, com o tema “Homofobia é crime: direitos sexuais são direitos humanos”, reuniu cerca de 400 mil pessoas (segundo a Polícia Militar e a Guarda Municipal) e consolidou-se como o maior evento de mobilização da sociedade por direitos humanos em nosso estado.

A VIII Parada, com o tema “Por um mundo sem machismo, racismo e homofobia”, reuniu cerca de 500 mil pessoas (Fonte: Polícia Militar) e reafirmou-se como momento cívico em defesa dos direitos humanos mais expressivo do Ceará, sendo a terceira maior Parada do país em número de participantes.

A IX Parada pela Diversidade Sexual do Ceará, com o tema “Homofobia Mata! Por um Estado Laico de Fato!”, reuniu cerca de 800.000 pessoas (Fonte: Polícia Militar) e aliou mobilização política da comunidade homossexual com ações de prevenção das DST/Aids, debates com a sociedade através da mídia (TV, jornais e rádio), seminário e distribuição orientada de material informativo-educativo.

Na sua décima edição, a Parada pela Diversidade Sexual do Ceará trouxe o tema “1969... 89... 99... 2009... A luta pelos direitos LGBTT continua!”, fazendo alusão aos 40 anos do Levante de Stonewall, 30 anos do Movimento LGBT brasileiro, 10 anos de Parada no Ceará e 20 anos de fundação do GRAB. O evento teve como objetivo celebrar conquistas históricas do movimento LGBTT, além de chamar atenção da sociedade para a luta contra a homofobia. Além do percurso tradicional pela Avenida Beira Mar, no dia 28 de junho de 2009, a Parada contou com uma programação extensa, que incluiu a realização de campanhas e oficinas sobre Cidadania e Saúde, Show pela Consciência homossexual, Feira Mix, Exposição LGBT (Praça do Ferreira), Seminário (Centro Cultural Dragão do Mar), dentre outras atividades.